por Frederico Carvalho | 4 de Dezembro 2020

A melhor informação da semana

a sua newsletter preferida de marketing & economia digital

A incerteza atrapalha, mas não pode paralisar

Se há algo que a incerteza de 2020 nos ensinou, é que é difícil planear.
Mas é necessário! 

A Diretora de Marketing do Google Shopping escreveu recentemente: “Quando a incerteza atrapalha os nossos planos de marketing, é precisamente nessa altura que é prioritário um plano”. Por isso devemos:

  • Habituarmo-nos a testar (bastante!);
  • Perceber como é que agregamos valor e o que podemos fazer para tal;
  • Acompanhar as tendências emergentes – não importa se são rápidas demais. As pesquisas que as pessoas realizam online podem oferecer pistas para o negócio;
  • Tomar decisões rapidamente, abraçar o desconhecido, mas não deixar as coisas paradas. Agir!

A pensar no artigo da Google e nos desafios para 2021, veja o meu curso plano de marketing (inclui templates) para organizar, dentro do contexto atual, a sua estrutura de marketing, para o novo ano.

⚠️ Nota: Se, neste momento, o investimento não for oportuno, leia em baixo.

Com mais de um milhar de auditorias feitas a empresas, vejo que a maioria das páginas web são construídas sem qualquer consideração pelos motores de pesquisa.


Há muitas empresas que constroem websites e descobrem mais tarde que as palavras-chave que os seus potenciais clientes e visitantes estão a utilizar nas suas pesquisas não se encontram espelhadas no site.

Muitos websites foram construídos com poucos conhecimentos sobre o funcionamento dos motores de pesquisa.

A otimização dos motores de pesquisa é fundamental, de forma a otimizar os seus custos com publicidade.
Tenha uma estrutura online preparada para que encontrem a sua marca nos motores de pesquisa.

Preparei durante longas horas (dias na verdade), 3 artigos com um conjunto de estratégias e procedimentos para melhorar o posicionamento de um site na Google e um reflexo noutros motores de pesquisa. Acompanhe o meu blog para ler mais >

Acredito que vai estes artigos escritos vão agregar valor.

Se é um tema que lhe interessa, seja um dos primeiros 50 participantes fundadores do Curso de SEO Técnico, disponível em Janeiro 2021. O curso tem o valor de 137€ mas como é a primeira turma, eu quero valorizar os fundadores e por isso fiz um valor especial de 37€+iva.

O que vai aprender em 8 horas de conteúdo gravado em vídeo + checklists:

  • Compreenda os pontos fortes e fracos do seu site;
  • Crie uma estratégia de SEO para negócios;
  • Alinhe as expectativas dentro de sua organização ou com os seus clientes;
  • Impulsione o ROI através da otimização dos motores de pesquisa;
  • Ganhe confiança em delegar ou contratar áreas que envolvem o SEO;
mulheres-emporement-newsletter-frederico (1)

Web Summit em tempo de pandemia

2013 marcou a minha primeira edição da Web Summit, em Dublin. Lembro-me de ficar deslumbrado por ver tantos profissionais especializados com quem podia trocar ideias. Seguiram-se várias participações, naquela que é hoje considerada uma das maiores conferências de tecnologia do mundo. 

Em todas as que participei, retirei imenso conteúdo de valor e fiz negócios.

Hoje, tenho sentimentos mistos.
Reconheço grande mérito empreendedor na estrutura de negócio criada, cuja visão foi bem esmiuçada nesta entrevista.

Em 2018, a Web Summit assinou um acordo com o Governo português para manter a Web Summit em Lisboa por 10 anos. Em troca, recebe um investimento de 11 milhões de euros por ano, financiado pelo Turismo de Portugal, IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. e Fundo de Desenvolvimento Turístico de Lisboa (alimentado pelas receitas geradas pela taxa turística paga por quem visita a capital portuguesa). Três milhões são atribuídos pelo município de Lisboa. A cláusula de rescisão do contrato é de 340 milhões por cada ano não cumprido.

A situação pandémica agudizou as fragilidades da administração política.

A Web Summit, enquanto formato de conteúdo, continua a ter oradores excecionais. Considerando as vantagens, qual é a outra face da moeda?

Quem produz eventos, nomeadamente conferências em Portugal, sente alguma injustiça. A grande maioria nunca recebeu um apoio das instituições que representam o Estado. 

Durante as 5 edições que criei do CLICKSUMMIT e na edição presencial do DIGITALKS, nunca houve nada. Curiosamente, li recentemente os tweets (1)(2), entre outros, que foram do desagrado do Bruno Figueiredo, organizador há 12 anos da prestigiada UX-LX, e não é o único e com razão. Li outras vozes em contraponto eufórico no Público e Observador para uma reflexão das decisões políticas feitas.

A Web Summit “abriu portas” para mais uma edição e a organização, segundo os dados comunicados nas redes sociais tiveram 104 mil participantes (dos quais 50 mil são estudantes a quem a Web Summit tornou pública a oferta de bilhetes), 46% do total são mulheres e há quem alerte para a problemática da representatividade na área da tecnologia.

Nos próximos 2 anos, o evento vai estender-se com edições no Brasil e no Japão. Há também planos para chegar a África e ao Médio Oriente.

Sobre conteúdo da conferência, destaco a mensagem da atual Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. A União Europeia quer “reescrever as regras” do mercado digital, na harmonização de regras e na igualdade de condições.

A presidente da Comissão frisou que o sector tecnológico está “a desafiar as tendências negativas na economia” da UE, apontando que o valor das tecnológicas europeias aumentou só em 2020 quase 50%. 

Impostos a caminho!

professor-frederico-newsletter

Consequência da tecnologia no ensino online

Esta semana, programei as datas de formação para 2021 do meu curso intensivo marketing digital e alguns novos conteúdos pedagógicos que gostava de concretizar.

Um processo que estava continuamente a adiar, pela incerteza dos tempos e pelas duvidas entre a formação presencial e os cursos online.

Na área do ensino, há consequências não intencionais do uso da tecnologia por parte dos estudantes, colocando desafios à aprendizagem virtual.

Um dos aspetos mais desmoralizantes do ensino pandémico é não poder ver os estudantes remotamente. Alguns pelo menos.

Em setembro e outubro dei 5 formações presenciais, e em novembro com as restrições impostas acabei por dar formação online para 104 pessoas, divididas em 5 turmas diferentes (não gosto de turmas muito grandes). A especificidade das minhas aulas faz com que a grande maioria das pessoas coloque a câmara visível, mas é a minoria que preocupa.

No ensino tradicional, há escolas que oferecem escolhas de privacidade e muitos estudantes mantêm as suas webcams ou áudio desligado, durante as aulas ao vivo. 

Alguns estudantes estão a interagir com os seus professores apenas quando escrevem comentários no chat (sim, já me aconteceu). Muitos educadores dizem que estão agora a dar aulas em vídeo ao vivo para ecrãs vazios.

New York Times escreveu um artigo com uma reflexão mais profunda: os estudantes desenvolveram hábitos tecnológicos passivos a partir do consumo constante de entretenimento no YouTube eNetflix.

Este artigo no LinkedIn partilha algumas preocupações e soluções sobre o ensino.

websummit-frederico-newsletter

Hoje…

1791 – É lançado o jornal britânico Observer, o mais antigo semanário existente.

1980 – O primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro e o ministro da Defesa Adelino Amaro da Costa morrem na queda do avião em que seguiam, em Camarate.

1992 – Álvaro Cunhal, 79 anos, abandona a liderança do PCP, que ocupou durante 30 anos.

1993 – Morre, com 52 anos, o compositor norte-americano Frank Zappa.

2020 – Encerra hoje a 11.ª Web Summit – realizada anualmente desde 2009. A empresa foi fundada por Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey.

Aprenda a produzir a ferramenta de marketing mais importante para qualquer empresa – 📝 um Plano de Marketing.
Este curso online inclui:
✅   6 horas de formação em vídeo on demand;
✅   Documentos de apoio & CheckList;
✅   Acesso em desktop, tablet e mobile;
✅   Certificado de Participação;

Veja também: Curso Intensivo de Marketing Digital  |   Curso de Email Marketing  |   outros >

👇 Deslize para continuar a ler ou clique para a versão web 👇

Versão web

eBooks (eng)

Livro-Kaleido  Cross-border: relatório de perspectivas de comércio eletrónico 2020

Kaleido  Cross-border: relatório de perspectivas de comércio eletrónico 2020

McKinsey Global survey : The state of AI in 2020

ecommerce-Frederico-Carvalho

Compras online cresceram 10% na black friday

A empresa, que gere o Multibanco e terminais de pagamento nas lojas, concluiu que no dia da ‘Black Friday’, 27 de novembro, o ‘e-commerce’ registou um aumento de 10% no valor total, em euros, em comparação com 2019, referiu a SIBS, numa nota.

O peso que as compras neste canal (em euros) ganharam no total das compras subiu de 13% na ‘Black Friday’ de 2019 para 16% em 2020, disse a empresa.

As reclamações duplicaram.

A SIBS destacou ainda o aumento dos pagamentos com telemóvel, apontando a “crescente e significativa utilização do MB Way como método de pagamento na Black Friday 2020 face a 2019: aumentou 5,7 vezes nas compras físicas e 3 vezes nas compras online“. 

Li este artigo recente que detalha a relação das compras com os sectores de atividade.

Breves…

📌 Compras: A empresa de CRM Salesforce anunciou a compra da aplicação de comunicação corporativa Slack por 22,9 mil milhões de euros.

📌 E-Commerce: O Jornal Expresso traz um artigo na edição impressa, para realçar que na área da logística a procura cresceu 35% em nove meses. O artigo chama-se “Gigantes mundiais da distribuição já estão em Portugal” e fala sobre o forte crescimento com procura superior à oferta, detalhando os investimentos em Portugal.

📌 App Store: Sem surpresas, o Zoom foi a aplicação gratuita mais descarregada do ano, com o TikTok e a Disney+ a seguirem de perto. 

📌 Spotify: Se conseguiu evitar as Histórias Instagram nestes últimos dias, devemos dizer-lhe que Spotify divulgou os seus dados anuais Spotify Wrapped na terça-feira. Foi o tópico de tendências nº1 no Twitter e o seu stock saltou 12,6%.

📌 TikTok: O vídeo mais popular até há pouco tempo no TikTok era do 420Doggface208 ao som de Fleetwood Mac. Conheça o ranking top 100 de vídeos mais vistos.

📌 Legislação: A Câmara dos Representantes dos E.U.A. aprovou a legislação que coloca um maior escrutínio às empresas chinesas que operam nos E.U.A. (como Alibaba).

📌  Publicidade Digital: O Wall Street Journal menciona que a publicidade digital representa pela primeira vez mais de 50% do total gasto em publicidade.

Há quem apresente argumentos de retração de gastos com anúncios online, devido à COVID-19.

Para os interessados na análise de audiências de TV em Portugal, este artigo mostra a que aconteceu em Novembro.

📌 OFF TOPIC: A Comissão de Narcóticos da ONU removeu a cannabis da sua lista mais rigorosa de controlo de drogas.

📌 Facebook: O Facebook vai comprar a Kustomer – uma startup de e-commerce por mil milhões! A competência principal da Kustomer = centralizar as interações dos clientes através dos canais.  A abordagem “omnichannel” da Kustomer significa que os clientes podem alternar do Instagram DM para o web chat, e daí para o SMS sem que o comboio se desmanche.

Porque é que o FB está interessado? Mais de 175 milhões de utilizadores contactam empresas através do WhatsApp todos os dias. Outros utilizam Instagram ou Messenger para fazer a mesma coisa. Uma vez que o FB dá um grande impulso ao comércio social, as marcas precisam de ferramentas para gerir as comunicações com os clientes. Kustomer representa um passo ligeiro e automatizado nessa direcção.

Frederico Carvalho
frederico.carvalho@digitalfc.pt

aulas.fredericocarvalho.pt